Um pouquim da net
O dia em que contra-atacamos - The Day We Fight Back - 1

Chamado à comunidade internacional pra lutar contra a
Vigilância em Massa


As revelações do denunciante Edward Snowden nos forneceram detalhes perturbadores e a confirmação de alguns dos nossos piores temores sobre as práticas de espionagem da Agência de Segurança Nacional - NSA e de seus parceiros.

Juntamente com agências parceiras de pelo menos cinco países de língua inglesa (Os Five Eyes), a NSA construiu uma infraestrutura de vigilância global para “dominar a internet”.

Com acordos sigilosos, operam à margem do Estado de Direito para varrer o conteúdo de comunicações eletrônicas em todo o mundo, no Brasil, inclusive. Entre muitas outras práticas, estão minando os padrões básicos de criptografia, espalhando malwares em computadores e ameaçando a própria espinha dorsal da Internet para recolher informações em massa de milhões de pessoas que nem são suspeitas de nenhum crime.

Mas não vamos deixar que a NSA e os seus cinco aliados arruinarem a Internet. E, pensando no contexto brasileiro, também não vamos deixar que violações ao direito à privacidade e práticas de vigilância na rede ameacem protestos e manifestações legítimas da liberdade de expressão.

O dia 11 de fevereiro de 2014, será o Dia Que Contra-atacamos, e em um movimento global vamos exigir um fim à vigilância em massa feita por qualquer país, em qualquer estado, independente de fronteiras ou políticas.

Nós podemos definir uma data, mas precisamos de todos vocês, usuários da Internet, para fazer disso um movimento. Os protestos contra a SOPA e o ACTA foram bem sucedidos, porque todos participamos e, como Aaron Swartz colocou:

Durante os protestos contra o SOPA e PIPA,
fomos o herói de nossa própria história.

Chegou a hora, mais uma vez, de defendermos nossos direitos usando a rede.

Como participar do esforço

1. Assine e divulgue os 13 Princípios 
que explicam porquê a vigilância em massa é uma violação dos direitos humanos. No dia em que contra-atacamos queremos que o mundo assine esses princípios para mostrar aos líderes mundiais que a privacidade é um direito humano e deve ser protegida, independente de fronteiras.

13 princípios: https://en.necessaryandproportionate.org/TEXT
(Em cima, clicar na língua desejada)

Assine: http://pt.necessaryandproportionate.org/take-action

2. Crie
Desenvolva memes, ferramentas, websites, e faça tudo que puder pra encorajar outros a participar e mande para gente que ajudamos a replicar nas redes. Se precisar de inspiração, utilize nossa Central de Recursos, Tudo por lá é livre para você remixar ou replicar.

3. Compartilhe
Utilize todas as ferramentas das mídias sociais, queremos fazer o maior barulho possível. Queremos que essa seja uma campanha global de verdade, com o envolvimento de todos os países. Quanto mais pessoas aderirem, mais os líderes mundiais ouvirão nosso pedido pra interromper a espionagem em massa nos domicílios e em outros países.

A hashtag internacional será #thedaywefightback. Se quiser, pode utilizar algumas das nossas sugestões de twites.

4. Não se esqueça da pauta nacional
Pressione interaja nas rede com conteúdos pela aprovação de um #MarcoCivil da Internet que assegure os direitos à privacidade e liberdade de expressão; demande do nosso governo que o anteprojeto de Lei de Dados Pessoais seja encaminhado ao Congresso Nacional.

5. E-mail 
Se você precisa de uma desculpa pra contatar seus contatos sobre esse tópico, o dia 11 de fevereiro é perfeito pra pedir que eles contatem os políticos locais a respeito de espionagem na Internet, encorajá-los a iniciar suas próprias ações e entender a importância de lutar contra a vigilância em massa.

6. Vá além
Planeje suas próprias ações e se comprometa com elas. Vá às ruas. Promova os Princípios no seu próprio país. E aí, conte seu plano pra gente, pra podermos linkar e retransmitir seus esforços.

Seguir todas as 6 (ou mais!) dicas seria ótimo mas, honestamente, o movimento fica mais forte com qualquer coisa que você fizer. E acima de tudo, vamos nos divertir criando esse movimento!

Por enquanto, no Brasil, a página do Antivigilância está centralizando a campanha. Já aderiam:

Mas essa é só a página nacional de um movimento global, para qual sua organização está mais do que convidada a participar. Para adicionar a menção à sua organização e se articular com a rede nacional e global entre em contato conosco em Antivigilancia

Para saber as organizações que já estão articuladas em todo o mundo, acesse a página principal da campanha The Day We Fight Back,

-

Mais informações:

Aaron Swartz
http://faconti.tumblr.com/tagged/AaronSwartz

Edward Snowden
http://faconti.tumblr.com/tagged/EdwardSnowden

O que as pessoas conhecem sobre o “Prism”?
http://faconti.tumblr.com/post/54914434059

Prism - como funciona
http://faconti.tumblr.com/post/74363377565

Revelações de Edward Snowden
http://faconti.tumblr.com/post/63357968252

Sobre a NSA
http://faconti.tumblr.com/post/74594144194

-

08/fev./2014
Um pouquim da net
O dia em que contra-atacamos - The Day We Fight Back - 1

Chamado à comunidade internacional pra lutar contra a
Vigilância em Massa


As revelações do denunciante Edward Snowden nos forneceram detalhes perturbadores e a confirmação de alguns dos nossos piores temores sobre as práticas de espionagem da Agência de Segurança Nacional - NSA e de seus parceiros.

Juntamente com agências parceiras de pelo menos cinco países de língua inglesa (Os Five Eyes), a NSA construiu uma infraestrutura de vigilância global para “dominar a internet”.

Com acordos sigilosos, operam à margem do Estado de Direito para varrer o conteúdo de comunicações eletrônicas em todo o mundo, no Brasil, inclusive. Entre muitas outras práticas, estão minando os padrões básicos de criptografia, espalhando malwares em computadores e ameaçando a própria espinha dorsal da Internet para recolher informações em massa de milhões de pessoas que nem são suspeitas de nenhum crime.

Mas não vamos deixar que a NSA e os seus cinco aliados arruinarem a Internet. E, pensando no contexto brasileiro, também não vamos deixar que violações ao direito à privacidade e práticas de vigilância na rede ameacem protestos e manifestações legítimas da liberdade de expressão.

O dia 11 de fevereiro de 2014, será o Dia Que Contra-atacamos, e em um movimento global vamos exigir um fim à vigilância em massa feita por qualquer país, em qualquer estado, independente de fronteiras ou políticas.

Nós podemos definir uma data, mas precisamos de todos vocês, usuários da Internet, para fazer disso um movimento. Os protestos contra a SOPA e o ACTA foram bem sucedidos, porque todos participamos e, como Aaron Swartz colocou:

Durante os protestos contra o SOPA e PIPA,
fomos o herói de nossa própria história.

Chegou a hora, mais uma vez, de defendermos nossos direitos usando a rede.

Como participar do esforço

1. Assine e divulgue os 13 Princípios 
que explicam porquê a vigilância em massa é uma violação dos direitos humanos. No dia em que contra-atacamos queremos que o mundo assine esses princípios para mostrar aos líderes mundiais que a privacidade é um direito humano e deve ser protegida, independente de fronteiras.

13 princípios: https://en.necessaryandproportionate.org/TEXT
(Em cima, clicar na língua desejada)

Assine: http://pt.necessaryandproportionate.org/take-action

2. Crie
Desenvolva memes, ferramentas, websites, e faça tudo que puder pra encorajar outros a participar e mande para gente que ajudamos a replicar nas redes. Se precisar de inspiração, utilize nossa Central de Recursos, Tudo por lá é livre para você remixar ou replicar.

3. Compartilhe
Utilize todas as ferramentas das mídias sociais, queremos fazer o maior barulho possível. Queremos que essa seja uma campanha global de verdade, com o envolvimento de todos os países. Quanto mais pessoas aderirem, mais os líderes mundiais ouvirão nosso pedido pra interromper a espionagem em massa nos domicílios e em outros países.

A hashtag internacional será #thedaywefightback. Se quiser, pode utilizar algumas das nossas sugestões de twites.

4. Não se esqueça da pauta nacional
Pressione interaja nas rede com conteúdos pela aprovação de um #MarcoCivil da Internet que assegure os direitos à privacidade e liberdade de expressão; demande do nosso governo que o anteprojeto de Lei de Dados Pessoais seja encaminhado ao Congresso Nacional.

5. E-mail 
Se você precisa de uma desculpa pra contatar seus contatos sobre esse tópico, o dia 11 de fevereiro é perfeito pra pedir que eles contatem os políticos locais a respeito de espionagem na Internet, encorajá-los a iniciar suas próprias ações e entender a importância de lutar contra a vigilância em massa.

6. Vá além
Planeje suas próprias ações e se comprometa com elas. Vá às ruas. Promova os Princípios no seu próprio país. E aí, conte seu plano pra gente, pra podermos linkar e retransmitir seus esforços.

Seguir todas as 6 (ou mais!) dicas seria ótimo mas, honestamente, o movimento fica mais forte com qualquer coisa que você fizer. E acima de tudo, vamos nos divertir criando esse movimento!

Por enquanto, no Brasil, a página do Antivigilância está centralizando a campanha. Já aderiam:

Mas essa é só a página nacional de um movimento global, para qual sua organização está mais do que convidada a participar. Para adicionar a menção à sua organização e se articular com a rede nacional e global entre em contato conosco em Antivigilancia

Para saber as organizações que já estão articuladas em todo o mundo, acesse a página principal da campanha The Day We Fight Back,

-

Mais informações:

Aaron Swartz
http://faconti.tumblr.com/tagged/AaronSwartz

Edward Snowden
http://faconti.tumblr.com/tagged/EdwardSnowden

O que as pessoas conhecem sobre o “Prism”?
http://faconti.tumblr.com/post/54914434059

Prism - como funciona
http://faconti.tumblr.com/post/74363377565

Revelações de Edward Snowden
http://faconti.tumblr.com/post/63357968252

Sobre a NSA
http://faconti.tumblr.com/post/74594144194

-

08/fev./2014