Um pouquim da net
A defesa do compartilhamento


Alguns pontos da história da informática e da Internet

  • A defesa do compartilhamento
    Ocorreu em: 1.983

——————————————————————————————————————————-

Em 1983 Richard Mattew Stallman, um programador que, desde 1971  trabalhava como pesquisador em inteligência artificial no MIT (“Massachusetts Institute of Technology”), teve dificuldades em usar uma impressora cedida pela Xerox, devido a um pequeno problema em um driver.

Ele se colocou à disposição dos fabricantes para realizar os ajustes necessários, solicitando para isto o código fonte destes drivers. Para seu espanto, seu pedido foi negado com a justificativa de que o código fonte não poderia ser dado ao conhecimento de terceiros por conter “segredos comerciais” da empresa. Foi, então, obrigado a aguardar a assistência técnica para a solução do problema, o que o indignou.

É importante lembrar que no início dos anos 80 estava acontecendo um processo em que quase todos os programas existentes passaram a ser propriedade de alguém ou de uma empresa.

Stallman abandonou seu emprego ao constatar que patentes e direitos autorais negavam acesso ao código fonte dos programas e, também, restringiam atividades que os programadores sempre haviam usufruído, antes do mundo da informática dedicado ao software ser dominado por grandes empresas:

  • executar programas sem restrições,
  • conhecer e modificar programas e
  • redistribuir esses programas na forma original ou modificada entre os amigos e a comunidade.

A partir deste evento, Stallman idealizou o movimento do Software Livre, desenvolvendo o conceito de copyleft, em que cópias podem ser feitas e modificadas, mas sempre sob a mesma licença, objetivando respeitar as 4 liberdades que fundamentam o software Livre:

  • liberdade 0: pode-se executar o programa, para qualquer propósito,
  • liberdade 1: pode-se estudar como o programa funciona, e adaptá-lo para as próprias necessidades,
  • liberdade 2: pode-se redistribuir cópias a quem as deseje e
  • liberdade 3: pode-se aperfeiçoar o programa, e liberar os aperfeiçoamentos, para que toda a comunidade se beneficie.


Em 27 se setembro de 1983, utilizando um e-mail, Stallman anunciou o Projeto GNU - GNU is not Unix, e começou a escrever o sistema pelos utilitários. (O anúncio do projeto, traduzido, pode ser visto aqui ).

E em 4 de outubro de 1985 registrou a  Free Software Foundation  uma entidade sem fins lucrativos em um cartório de Boston,

Uma meta desse movimento é obter um sistema operacional similar ao UNIX, porém composto por software livre. E, também, todos os programas necessários para bem se usar um computador, resguardando aquelas liberdades que os programadores conheciam antes das restrições empresariais. Portanto todos deveriam estar sob licenças livres.

A fundação tem como objetivo não só a eliminação de restrições sobre a cópia, a redistribuição, o entendimento e a modificação de obras. Esse rompimento de monopólios deve ser feito por meio de um empreendimento coletivo e, em grande parte, voluntário.

Portanto, para entender o conceito, deve-se pensar em “liberdade de expressão”, não em “almoço grátis”. Software Livre” é uma questão de liberdade, e não de preço.



InProprietário - O Mundo do Software Livre (Completo)
http://www.youtube.com/watch?v=7Yy0tFOKfQg (acessado novamente em 28/09/2014)

Essa ideia, que hoje se espalha por todo o mundo, atingindo outros tipos de conteúdos, como os artísticos, literários, musicais, científicos e jornalísticos, é parte do movimento pela cultura livre, “free culture”, que abrange todos os produtos culturais, pregando a reprodução e modificação livres para qualquer usuário.

——————————————————————————————————————————-

Mais informação:

Software Livre - Histórico, Definição, Importância
http://www.ufpa.br/dicas/linux/li-lisol.htm 

————————————————————————————————————————————-

Deseja ver outros pontos da história da informática e da Internet?

Anterior:  PC com arquitetura aberta - os clones - http://faconti.tumblr.com/post/99750322288 

Seguinte: 

Ou

Clique em Sumário - Depois, escolha e clique no assunto desejado.

-

Texto original: http://www.ufpa.br/dicas/net1/int-nix1.htm#stall

-

image

Fátima Conti - fconti at gmail.com 
@faconti ( Identi.ca e Twitter ) - Fa Conti ( DiasporaBR, G+ e FB )

-

Última atualização: 13/10/2014 

-

13/out./2014
Um pouquim da net
A defesa do compartilhamento


Alguns pontos da história da informática e da Internet

  • A defesa do compartilhamento
    Ocorreu em: 1.983

——————————————————————————————————————————-

Em 1983 Richard Mattew Stallman, um programador que, desde 1971  trabalhava como pesquisador em inteligência artificial no MIT (“Massachusetts Institute of Technology”), teve dificuldades em usar uma impressora cedida pela Xerox, devido a um pequeno problema em um driver.

Ele se colocou à disposição dos fabricantes para realizar os ajustes necessários, solicitando para isto o código fonte destes drivers. Para seu espanto, seu pedido foi negado com a justificativa de que o código fonte não poderia ser dado ao conhecimento de terceiros por conter “segredos comerciais” da empresa. Foi, então, obrigado a aguardar a assistência técnica para a solução do problema, o que o indignou.

É importante lembrar que no início dos anos 80 estava acontecendo um processo em que quase todos os programas existentes passaram a ser propriedade de alguém ou de uma empresa.

Stallman abandonou seu emprego ao constatar que patentes e direitos autorais negavam acesso ao código fonte dos programas e, também, restringiam atividades que os programadores sempre haviam usufruído, antes do mundo da informática dedicado ao software ser dominado por grandes empresas:

  • executar programas sem restrições,
  • conhecer e modificar programas e
  • redistribuir esses programas na forma original ou modificada entre os amigos e a comunidade.

A partir deste evento, Stallman idealizou o movimento do Software Livre, desenvolvendo o conceito de copyleft, em que cópias podem ser feitas e modificadas, mas sempre sob a mesma licença, objetivando respeitar as 4 liberdades que fundamentam o software Livre:

  • liberdade 0: pode-se executar o programa, para qualquer propósito,
  • liberdade 1: pode-se estudar como o programa funciona, e adaptá-lo para as próprias necessidades,
  • liberdade 2: pode-se redistribuir cópias a quem as deseje e
  • liberdade 3: pode-se aperfeiçoar o programa, e liberar os aperfeiçoamentos, para que toda a comunidade se beneficie.


Em 27 se setembro de 1983, utilizando um e-mail, Stallman anunciou o Projeto GNU - GNU is not Unix, e começou a escrever o sistema pelos utilitários. (O anúncio do projeto, traduzido, pode ser visto aqui ).

E em 4 de outubro de 1985 registrou a  Free Software Foundation  uma entidade sem fins lucrativos em um cartório de Boston,

Uma meta desse movimento é obter um sistema operacional similar ao UNIX, porém composto por software livre. E, também, todos os programas necessários para bem se usar um computador, resguardando aquelas liberdades que os programadores conheciam antes das restrições empresariais. Portanto todos deveriam estar sob licenças livres.

A fundação tem como objetivo não só a eliminação de restrições sobre a cópia, a redistribuição, o entendimento e a modificação de obras. Esse rompimento de monopólios deve ser feito por meio de um empreendimento coletivo e, em grande parte, voluntário.

Portanto, para entender o conceito, deve-se pensar em “liberdade de expressão”, não em “almoço grátis”. Software Livre” é uma questão de liberdade, e não de preço.



InProprietário - O Mundo do Software Livre (Completo)
http://www.youtube.com/watch?v=7Yy0tFOKfQg (acessado novamente em 28/09/2014)

Essa ideia, que hoje se espalha por todo o mundo, atingindo outros tipos de conteúdos, como os artísticos, literários, musicais, científicos e jornalísticos, é parte do movimento pela cultura livre, “free culture”, que abrange todos os produtos culturais, pregando a reprodução e modificação livres para qualquer usuário.

——————————————————————————————————————————-

Mais informação:

Software Livre - Histórico, Definição, Importância
http://www.ufpa.br/dicas/linux/li-lisol.htm 

————————————————————————————————————————————-

Deseja ver outros pontos da história da informática e da Internet?

Anterior:  PC com arquitetura aberta - os clones - http://faconti.tumblr.com/post/99750322288 

Seguinte: 

Ou

Clique em Sumário - Depois, escolha e clique no assunto desejado.

-

Texto original: http://www.ufpa.br/dicas/net1/int-nix1.htm#stall

-

image

Fátima Conti - fconti at gmail.com 
@faconti ( Identi.ca e Twitter ) - Fa Conti ( DiasporaBR, G+ e FB )

-

Última atualização: 13/10/2014 

-

13/out./2014