Um pouquim da net
História de Aaron Swartz, o menino da Internet




O Menino da Internet: a História de Aaron Swartz
https://www.youtube.com/watch?v=2uj1EeiuK5U


Aaron Swartz (1986-2013) foi um jovem programador estadunidense que acreditava na mudança radical do mundo por meio da computação e da internet.

Durante toda a sua vida, Aaron usou a programação computacional como uma forma de nos ajudar a resolver problemas e tornar o mundo um lugar mais democrático, justo e eficiente, que respeitasse os direitos humanos.

Assim, sempre tentou tornar a informação acessível, tendo ajudado a criar plataformas de co-criação como RSS, o Reddit, o Creative Commons, e a tecnologia que se tornou SecureDrop.

Em uma destas tentativas, Aaron usou a rede do MIT (Massachusetts Institute of Technology) para realizar o download massivo de milhões de artigos acadêmicos de uma base de dados privada, chamada JSTOR.

Então, o Ministério Público dos Estados Unidos conduziu um processo criminal contra Aaron, que terminou por levá-lo ao suicídio.

-

A Electronic Frontier Foundation (EFF) publicou um guia para aqueles que querem ter uma compreensão mais profunda das questões mostradas no documentário e que permearam os projetos de Aaron:
 
Aaron Swartz’s Work, Computer Crime Law, and “The Internet’s Own Boy”
https://www.eff.org/deeplinks/2014/08/aaron-swarts-work-internets-own-boy

-

Quer ativar a tradução de legendas do Youtube?
http://faconti.tumblr.com/post/63718468123

-

Endereço do vídeo, visto em Sergio Amadeu da Silveira

-

17/ago./2014
Um pouquim da net
História de Aaron Swartz, o menino da Internet




O Menino da Internet: a História de Aaron Swartz
https://www.youtube.com/watch?v=2uj1EeiuK5U


Aaron Swartz (1986-2013) foi um jovem programador estadunidense que acreditava na mudança radical do mundo por meio da computação e da internet.

Durante toda a sua vida, Aaron usou a programação computacional como uma forma de nos ajudar a resolver problemas e tornar o mundo um lugar mais democrático, justo e eficiente, que respeitasse os direitos humanos.

Assim, sempre tentou tornar a informação acessível, tendo ajudado a criar plataformas de co-criação como RSS, o Reddit, o Creative Commons, e a tecnologia que se tornou SecureDrop.

Em uma destas tentativas, Aaron usou a rede do MIT (Massachusetts Institute of Technology) para realizar o download massivo de milhões de artigos acadêmicos de uma base de dados privada, chamada JSTOR.

Então, o Ministério Público dos Estados Unidos conduziu um processo criminal contra Aaron, que terminou por levá-lo ao suicídio.

-

A Electronic Frontier Foundation (EFF) publicou um guia para aqueles que querem ter uma compreensão mais profunda das questões mostradas no documentário e que permearam os projetos de Aaron:
 
Aaron Swartz’s Work, Computer Crime Law, and “The Internet’s Own Boy”
https://www.eff.org/deeplinks/2014/08/aaron-swarts-work-internets-own-boy

-

Quer ativar a tradução de legendas do Youtube?
http://faconti.tumblr.com/post/63718468123

-

Endereço do vídeo, visto em Sergio Amadeu da Silveira

-

17/ago./2014